06 dez, 2018

Professor IDP publica artigo em revista RAC

O Professor e Doutor em Administração do IDP, Pedro Cavalcante, publicou seu artigo “Inovações no Governo Federal Durante a Era pós Nova Gestão Pública” recentemente na Revista Administração Contemporânea – RAC da ANPAD – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração. A ANPAD é hoje um dos principais órgãos de ligados a produção de conteúdo científico de Administração, sendo reconhecida internacionalmente.

O artigo é resultante de uma agenda de pesquisa que o Professor desenvolve há três anos. “Procuro compreender em que medida as iniciativas de gestão pública no Brasil são inovadoras e convergentes com as tendências internacionais da administração pública. Nesse sentido, avançar no conhecimento das características, barreiras e indutores de processos inovadores no Brasil contribui tanto para a qualificação do debate acadêmico quanto para o aperfeiçoamento das práticas governamentais”, comenta o Docente.

Segundo o Professor, ensinar em uma instituição como o IDP auxilia na produção de artigos científicos. “A docência é sempre uma excelente oportunidade para compartilhar conhecimento e aprender com diferentes perspectivas das políticas e gestão pública. Além disso, o IDP também incentiva  pesquisa, participação de congressos acadêmicos e publicações em revistas científicas, o que é positivo tanto para o programa de mestrado quanto para a qualificação dos professores e discentes”, enfatiza o pesquisador.

Parabéns professor! O IDP busca oferecer suporte para as pesquisas de seus docentes, e assim como vocês, comemorar suas vitórias. Para o IDP é um orgulho tê-lo em nosso time de docentes.

Segue resumo do artigo:

“O principal objetivo do artigo é analisar se as inovações no governo federal seguem as tendências internacionais da administração pública, especialmente, na Era pós Nova Gestão Pública(NGP). O artigo, como uma pesquisa exploratória descritiva, investiga quais são as tendências, em termos de princípios e diretrizes de gestão mais presentes, evolução no tempo e relacionamento entre elas e as áreas temáticas de inovação. Para tanto, o artigo parte de uma revisão de literatura que mapeia essas tendências. Em seguida, análise de conteúdo é aplicada para verificar essas relações com base as iniciativas finalistas do Prêmio Federal de Inovação de Gestão Pública (PFIGP) de 2007 a 2015. Os resultados empíricos confirmam que 90% delas possuem ao menos um princípio/diretriz do pós-NGP, sendo as mais recorrentes colaboração/parceria; coordenação/controle e participação/engajamento, com poucas diferenças entre finalistas e vencedores do prêmio. Ao comparar as tendências de acordo com os tipos de inovação (áreas temáticas), nota-se que a heterogeneidade entre elas é a regra. O tipo mais frequente, novo arranjo institucional, está relacionado à colaboração e parceria, enquanto as iniciativas da área meio, como orçamento e avaliação e monitoramento, apresentam princípios/diretrizes menos comuns,com o fortalecimento da burocracia e liderança.”

Confira abaixo o artigo na íntegra:

AINDA COM DÚVIDAS?