Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

  • Pós-Doutorando e Doutor em Economia, Coordenador-Geral de Modelos e Previsões Econômico-Fiscais na Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia.

Contact Info:

Doutor em Economia pela Universidade Católica de Brasília. Auditor-Federal de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional. Sua agenda de pesquisa no pós-doutorado em Economia na Universidade de Brasília está voltada ao desenvolvimento de estudos sobre a relação entre Modelos de Economia Política (em particular, Processo Político, Competição Eleitoral, Ciclos Políticos-Orçamentários) e Ciclos Econômicos, e o impacto dessa relação sobre a condução da política fiscal e a formulação de políticas econômicas. Entre os anos 2003 a 2016, seus trabalhos na Secretaria do Tesouro Nacional estavam voltados no desenvolvimento de estudos sobre diversos temas de política fiscal, tais como: programação financeira, qualidade do gasto público (Educação, Saúde e Transferência de Renda) e projeções de variáveis fiscais. Entre os anos de 2017 a 2018, exerceu suas atividades como Coordenador de Acompanhamento Macroeconômico Internacional da Secretaria de Assuntos Internacionais (Ministério da Fazenda). Atualmente, exerce suas atividades na Subsecretaria de Política Fiscal da Secretaria de Política Econômica (Ministério da Economia), como Coordenador-Geral na área de modelos e projeções de variáveis fiscais. Tem experiência no magistério em cursos de graduação, cursos preparatórios para concursos públicos, bem como em cursos de pós-graduação (lato sensu e stricto sensu) nas seguintes disciplinas: macroeconomia, microeconomia, estatística, econometria, economia brasileira, economia do setor público, matemática e metodologia científica. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em: Métodos e Modelos Matemáticos, Econométricos e Estatísticos. Em Economia do Setor Público, tem interesse em tema relacionados a federalismo fiscal. Em Macroeconomia, tem interesse em pesquisas sobre crescimento econômico sustentável, equilibrado e inclusivo de longo prazo, bem como Modelos DSGE. Em Matemática e Estatística, tem interesse no estudo de temas sobre Probabilidades, Inferência Estatística e Estatística Bayesiana. Primeiro colocado no XVIII Prêmio Tesouro Nacional (2013), na área temática sobre Economia do Setor Público. Terceiro colocado no VIII Prêmio SOF de Monografias (2015), na área temática sobre Qualidade do Gasto. Participante de debates acadêmicos e de política econômica, possui livros, capítulos de livros e artigos científicos publicados.