IDP

Ferramentas de acessibilidade

VLibras


PESQUISAS E FINANCIAMENTOS

O Programa de Mestrado Profissional em Administração Pública do IDP (MPAP/IDP) estimula e acompanha de forma sistemática a obtenção de financiamento externo para projetos de pesquisa coordenados ou com participação do NDP junto a instituições (públicas e privadas) e agências de fomento.

Registra-se que cada docente permanente do Programa lidera um projeto de pesquisa com participação de discentes, egressos e participantes externos ao IDP. Diversas atividades de pesquisa desenvolvidas no âmbito desses projetos do Mestrado contam com financiamento externo de órgãos públicos ou entidades do setor privado, o que evidencia dois aspectos importantes que o Programa busca solidificar:

i) a formação e a consolidação de uma diversificada rede interna de pesquisa, constituída por docentes e discentes; e,

ii) a confiança que as instituições, sejam públicas ou privadas, têm no Programa de Mestrado Profissional em Administração Pública do IDP

O Programa entende que este é um dos indicativos de sua credibilidade e reputação institucional, que embora estabelecido há pouco tempo, já contribui de forma relevante para a capacitação de recursos humanos para a produção de conhecimento na área da administração pública brasileira.

No quadriênio 2017-2020, por exemplo, se consideramos os financiamentos externos, a proporção do NDP com projetos de pesquisa com financiamento foi de 70%. Importante destacar que estes financiamentos são aderentes à proposta e modalidade do Mestrado e beneficiam nossos docentes e discentes, além de contribuírem para a inserção do PPG em redes mais abrangentes de pesquisa.

A título ilustrativo, apresenta-se abaixo alguns projetos de pesquisa com financiamento externo, especificando as agências de fomento que concederam as respectivas subvenções financeiras no quadriênio (2017-2020):

- Prof. Dr. Alexander Cambraia: projeto de pesquisa (Monitoramento e Avaliação de Programas de Proteção Social) – Fomento: Agência PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento);

- Prof. Dr. Alexandre Gomide: projeto de pesquisa (Governança da Política de Infraestrutura: condicionantes institucionais ao investimento) - Fomento: Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) / Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA);

- Prof. Dr. Caio Resende: projeto de pesquisa (Avaliação de políticas públicas educacionais: casos práticos da educação no Brasil) - Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF);

- Prof. Dr. Fernando Meneguin: projeto de pesquisa (Avaliação De Políticas Públicas - Novo FIES: Uma Avaliação da Evolução do Programa do Brasil) – Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF);

- Profa. Dra. Grace Garbaccio: projeto de pesquisa (Melhores práticas legais para projetos de mineração e sua aceitação social) – Fomento: Université Laval; École Normale Supérieure de Rennes; Fondation Maison des Sciences de l’Homme de Paris;

- Prof. Dr. Humberto Falcão: projeto de pesquisa (Governança pública voltada a resultados) - Fomento: London School of Economics (LSE);

- Profa. Dra. Luciana Garcia: projeto de pesquisa (Crianças e o cárcere: efeitos do sistema prisional no desenvolvimento da primeira infância) – Fomento: Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI);

- Prof. Dr. Luís Paiva: projeto de pesquisa (Can Social Protection be an Engine for Inclusive Growth?) – Fomento: União Europeia / Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE);

- Prof. Dr. Luiz Ricardo Cavalcante: projeto de pesquisa (Competição e Inovação) – Fomento: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA);

- Prof. Dr. Pedro Cavalcante: projeto de pesquisa (Núcleo de Governo) – Fomento: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA);

- Prof. Dr. Pedro Palotti: projeto de pesquisa (Modernização do Estado: mapeamento das concepções e práticas de modernização estatal com Ministros e Secretários-Executivos da Administração Pública Federal) – Fomento: Escola Nacional de Administração Pública (ENAP);

- Profa. Dra. Suely Araújo: projeto de pesquisa (Conflitos federativos no combate à Covid-19: a atuação dos governos estaduais) - Fomento: Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).

Na totalidade das subvenções financeiras externas, verifica-se que os financiamentos são provenientes de 19 diferentes instituições de fomento, públicas e privadas, bem como nacionais e internacionais, que contemplaram 23 pesquisas de NDP do Programa. A seguir apresenta-se a lista de instituições financiadoras do programa:

- PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento);

- BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento);

- ABRAPP (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar);

- IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada);

- CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico);

- FAP-DF (Fundação de Amparo à Pesquisa do Distrito Federal);

- FGV (Fundação Getúlio Vargas);

- OEI (Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura);

- OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico);

- ENAP (Escola Nacional de Administração Pública);

- BIRD (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento);

- LSE (London School of Economics);

- Stanford University;

- Université Laval;

- École Normale Supérieure de Rennes;

- IDP (Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa);

- Fondation Maison des Sciences de l’Homme de Paris;

- SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas);

- SENAT (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte).

NÚCLEO DE PESQUISADORES INSTITUCIONAIS (NPI)

O Programa de Mestrado Profissional em Administração Pública do IDP (MPAP/IDP) implementou em setembro de 2019 o Núcleo de Pesquisadores Institucionais (NPI), que atualmente conta com dois (2) pesquisadores doutores, visando oferecer assessoramento, auxílio e suporte para os docentes permanentes do programa, assim como para os discentes e egressos no que se refere à produção intelectual. O trabalho destes pesquisadores institucionais compreende as seguintes atribuições:

- Revisão de artigos, apresentando críticas e sugestões de aperfeiçoamentos aos textos;

- Indicação de periódicos científicos para submissão de artigos (a equipe de pesquisadores criou uma base de dados com mapeamento dos prazos de avaliação dos principais periódicos da área; as indicações têm priorizado revistas bem ranqueadas no Qualis, mas com menores prazos de avaliação dos papers submetidos);

- Formatação dos artigos conforme as diretrizes para autores das revistas;

- Assessoramento na submissão de artigos aos periódicos;

- Revisão de forma das dissertações para garantir que todos os requisitos da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) sejam atendidos;

- Atendimento individualizado aos discentes do 1º e 2º semestre do programa que estão cursando a disciplina Metodologia de Pesquisa (esses atendimentos visam oferecer aos discentes a oportunidade de dirimir dúvidas e receber auxílio para melhor delimitação de seus problemas de pesquisa e procedimentos operacionais e/ou metodológicos de suas pesquisas, assim como suporte na construção de seus projetos que serão apresentados na qualificação);

- Revisão dos artigos encaminhados à revista técnica do PPG “Debates em Administração Pública” (https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/redap).

Como resultados preliminares deste trabalho, pode-se destacar:

- Mais de 50 artigos submetidos a periódicos, sendo que aproximadamente 40 destes foram em coautoria com docentes do programa;

- Cerca de 35 artigos publicados, sendo mais de 10 publicados em estrato A do Qualis/Capes e em coautoria discente e docente;

- Auxílio em mais de 50 submissões de papers a eventos acadêmicos. A título ilustrativo, o NPI auxiliou na revisão e crítica dos artigos, assim como assessorou os discentes e egressos do programa na submissão dos papers para os seguintes eventos científicos:

* 7ª e 8ª edição do Encontro Brasileiro de Administração (EBAP), respectivamente em 2020 e 2021;

* Congresso da Latin American Studies Association (LASA, 2021 e 2022);

* 10º e 11º Seminário de Administração Pública do IDP (2020 e 2021), e outros;

- Dois cursos de curta duração sobre metodologia quantitativa e um sobre metodologia qualitativa oferecidos gratuitamente aos discentes e à comunidade externa;

- Dois workshops ministrados sobre revisão de literatura e normas de formatação da ABNT.

A implementação do NPI foi realizada na esteira de um conjunto de ações do PPG especificamente voltadas para a produção qualificada de docentes, discentes e egressos do programa. Além de monitoramento semestral da pesquisa e publicação docentes, o programa criou diversos mecanismos de apoio à pesquisa, sendo os quatro principais: i) incentivos financeiros para publicações em periódicos bem qualificados; ii) financiamento à apresentação de trabalhos em congressos nacionais e internacionais; iii) contratação de assistentes de pesquisa para trabalhar sob orientação dos professores do NDP. Todas essas medidas deram resultados. Após quatro anos, 100% dos docentes permanentes do IDP produziram artigos ou produtos técnicos altamente qualificados e convergentes com a proposta de um programa de administração pública de ponta.